2 de nov de 2009

Marketing de Guerrilha para o seu produto

O Marketing de Guerrilha, como descrito por Jay Conrad Levinson no seu popular livro Guerrilla Marketing de 1982, utiliza-se de maneiras não convencionais para executar suas atividades de marketing e com orçamentos “apertados”. Levinson diz que pequenas empresas empreendedoras são diferentes de empresas grandes. Ele menciona um artigo da Harvard Business Review de Welsh e White que diz que pequenos negócios não são versões menores de um negócio grande. Por causa da falta de recursos dos pequenos negócios, estes precisam utilizar diferentes tipos de estratégias de marketing e táticas.
No atual mercado saturado de comunicação, as empresas começam a utilizar o Marketing de Guerrilha em seu mix de marketing para atingirem os corações e mentes de seus públicos-alvo e trazerem atitude para suas marcas.
Os resultados são, muitas das vezes, melhores do que o marketing convencional, e o preço muito menor.
O objetivo do marketing de guerrilha é conseguir chamar atenção, sem ter que pagar pela mídia, gerando propaganda boca-a-boca e mídia instantânea.
Para isso, é preciso surpreender as pessoas, fazer com que elas arregalem os olhos, fiquem de queixo caído e aí sim saiam por aí dizendo para seus amigos “olha que legal isso“. E quanto mais criativa for a campanha melhor.
Existem diversos tipos de marketing de guerrilha. Os mais famosos são:
  • Marketing Viral: quando a pessoa sente vontade de passar adiante, para seus amigos e conhecidos.
  • Marketing de Emboscada: aproveitar a realização de um evento fazeendo campanhas ao redor do evento, sem ter que patrocinar o mesmo. Por exemplo, com camisetas, squizes da empresa.
  • PR Stunt: uma ação de grande impacto para atrair a atenção da imprensa e gerar mídia gratuita. A realização de um evento onde se convida a imprensa e distribui kits, oque pode gerar uma mídia instântanea nos meios de comunicação.
É preciso ter cuidado com as campanhas de marketing de guerrilha. Pois qualquer deslize pode inverter o resultado da campanha, fazendo com que a empresa seja criticada pelas pessoas, ainda mais com o avanço da internet, onde uma informção favorável ou não pode correr o mundo em questão de segundos.
Confira algumas ações (clique para ampliar)
Comente, este post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caso não possua uma conta google ou hotmail, você pode optar pelo perfil de nome e url (colocando o endereço do seu site/blog ou seu endereço de email, mas sem o @).